Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

23.11.09

Aqui estou


A vida brinca na praça
com o ser que nunca fui

e aqui estou

dança pensamento
na corda do meu sorriso

e todos dizem que isto passou e é
vai passando
vai passando
o meu coração abre a janela

vida aqui estou

a minha vida
o meu sangue só e hirto
fere no mundo

mas quero saber-me viva
não quero falar
de morte
nem das suas estranhas mãos.


[Alejandra Pizarnik]

^^

2 comentários:

Daniel Savio disse...

E espero que só queira saber mesmo de vida...

Hua, kkk, ha, ha, rincadeira com um fundo de preocupação.

Fique com Deus, menina xará Danni.
Um abraço.

Luna Sanchez disse...

Ah, Dannizinha...sou sempre a favor de celebrar a vida, sempre!

Beijos, flor! ^^

ℓυηα