Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

9.10.09


Não te importes amor
se tivermos a alma em desalinho.

Amanhã cortaremos as sombras do quintal
sem acreditar que as sombras devam ser
sombrias. Mas é reconfortante acreditar na língua
e na sabedoria popular
e em tudo o que nos torna cúmplices.

Não te importes se for outono. Nunca pensaremos
que as coisas declinam porque nos amamos,
conjugaremos todas as estações com este amor,

pagaremos os impostos - agora é mais fácil
com o multibanco -, escreverás cartas
e algumas deixarás de escrever
porque as penas do edredão são leves
e não é saudável resistir ao amor.

Não te importes se estivermos ocupados
com pequenas coisas. És tão belo
a limpar a louça como a dizer um poema,
a arrumar os papéis ou a desabotoar-me o vestido.
Pão nosso nos dai hoje a torradeira amanhã bem cedo,
o forno quente, a manteiga a escorrer, a tua mão a segurar
a chávena e todas as coisas que nos fazem sorrir
só porque nos amamos e o sabemos
por hoje e pelo tempo que virá,
porque resistimos à burocracia e ao cansaço,
porque aprendemos a olhar o rio
a ver como é diferente quando o dia nasce, quando
a noite cai, quando uma chuva miúda torna a terra fértil
e cheira a estrume, a merda de alcatrão lavado.

Não te importes amor se hoje te amo tanto.
Amanhã tens mais uma sílaba
e é com ela que te conjugo entre os lençóis.


[Rosa Alice Branco]

^^

3 comentários:

Silvia Gonçalves disse...

Olá Danni...

Tudo bem companheira?

Passando aqui pra dizer que tb estou por aqui...

;)

Bjos

Layara disse...

Que delicia de vida compartilhada, emocionei-me.

Assim deve ser...

"não te importes estamos juntos"

Linda vida compartilhada em todos os momentos.

Um beijo do meu Horizonte!

ótimo fim de semana!

Luna Sanchez disse...

Adivinha! Claro que o belo poema me fez lembrar uma música :

♪ "Quero ouvir uma canção de amor
que fale da minha situação
de quem deixou a segurança do seu mundo
por amor, por amor" ♫

("O mundo anda tão complicado" | Renato Russo)

_*_*_

http://coleccion-recuerdo.blogspot.com/2009/10/selos-self-service.html

Passa lá, depois?

Beijo, Dannizinha.

ℓυηα