Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

8.10.09


Embriaguei-me num doido desejo
E adoeci de saudade.
Caí no vago ... no indeciso
Não me encontro, não me vejo -
Perscruto a imensidade

E fico a tactear na escuridão
Ninguém. Ninguém
Nem eu, tão pouco!

Encontro apenas
o tumultuar dum coração
aprisionado dentro do meu peito
aos saltos como um louco.

[Judith Teixeira]

^^

5 comentários:

Luna Sanchez disse...

Lembrei de Legião :

♪ "Quando não estás aqui
sinto falta de mim mesmo
e sinto falta do meu corpo
junto ao teu..." ♫

* Lindo, adorei. ^^

Beijo, Dannizinha.

ℓυηα

***MissUniversoPróprio*** disse...

Opa! Nova companheira de trabalho, estou por aqui também! É um prazer "conhecê-la", seu blog é show! ;)

=*

Abstrata disse...

A indecisão leva-nos a cair no vago
melhor decidir-se logo, pode ser tarde depois...


beijinhos

Débora disse...

Oii
Obrigada pelo selo!
Desculpe a demora, mais Amei! *--*

BjOs ♥

meus instantes e momentos disse...

passando para te desejar um ótimo final de semana.
Belo post ( como sempre )
Maurizio