Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

23.10.09


De ser o som do amor tão enleado
em cristalinas veias,
em palavras suaves, em recantos
que são gestos bem vivos e são letras
de irradiante lume,
havia este destino que era um lábio
a arder na vastidão de descobrir
o lugar onde ardia este esperar-te.

[João Rui de Sousa, Obra poética]

^^

5 comentários:

Dri Viaro disse...

Olá, passei pra conhecer o blog, e desejar bom fds
bjsss

aguardo sua visita :)

Luna Sanchez disse...

Deve ser, sim...quase posso ouvir. Ui!

* Tô inspirada, flor...muito inspirada. Ahahahaha

Dois beijos de sexta!

ℓυηα

Silvia Gonçalves disse...

Hum... o som do amor.. será que todos conseguem ouví-lo??

Adoro esta foto!! Peguei pra mim.r..s.
;)
Bjos

ursiηhα disse...

Perfeitas palavras.
Bjs de mel
ursinha

Daniel Savio disse...

Seria no coração que ardia tanto...

No meu caso, sempre fica quente perto da minha amada Diabinha.

Fique com Deus, menina Danni.
Um abraço.