Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

26.9.09




Um céu e nada mais - que só um temos,
como neste sistema: só um sol.
Mas luzes a fingir, dependuradas
em abóbada azul - como de tecto.
E o seu número tal, que deslumbrados
eram os teus olhos, se tas mostrasse,
amor, tão de ribalta azul, como de
circo, e dança então comigo no
trapézio, poema em alto risco,
e um levíssimo toque de mistério.
Pega nas lantejoulas a fingir
de sóis mal descobertos e lança
agora a âncora maior sobre o meu
coração. Que não te assuste o som
desse trovão que ainda agora ouviste,
era de deus a sua voz, ou mito,
era de um anjo por demais caído.
Mas, de verdade: natural fenómeno
a invadir-te as veias e o cérebro,
tão frágil como álcool, tão de
potente e liso como álcool
implodindo do céu e das estrelas,
imensas a fingir e penduradas
sobre abóbada azul. Se te mostrasse,
amor, a cor do pesadelo que por
aqui passou agora mesmo, um céu
e nada mais - que nada temos,
que não seja esta angústia de
mortais (e a maldição da rima,
já agora, a invadir poema em altorisco),
e a dança no trapézio proibido,
sem rede, deus, ou lei,
nem música de dança, nem sequer
inocência de criança, amor,
nem inocência. Um céu e nada mais.

[Ana Luísa Amaral]
^^

4 comentários:

Luna Sanchez disse...

A imensidão do céu e nada mais no que apegar-se, segurar-se? É um convite audacioso, pede desprendimento e , por que não dizer, coragem.

* Adoro o casamento das imagens e das palavras, Dannizinha. Sempre muito bem escolhidas. Parabéns!

** Trouxe outro selo pra ti :

http://coleccion-recuerdo.blogspot.com/2009/09/amigas-da-primavera.html

Beeeeijo,

ℓυηα

O Profeta disse...

Passei para te deixar um terno beijo...

°•~ ∂ąnnι °•~ disse...

Luninha meu anjo! Realmente, é preciso muita coragem pra se apegar nessa imensidão, que de tão subjetivo, chega à ser audacioso!
Sobretudo, é preciso ter muita sensibilidade e fé pra conseguir entender...

Quanto ao casamento de poesias e imagens: vc não tem ideia do trabalho que eu tenho pra encontrar os devidos pares. Se vc soubesse o tanto de poesias "encalhadas", que estão à espera de suas almas gêmeas...rsrsr
E, o quanto de imagens que não são a "tampa da panela" destas poesias...
Mas, como sou uma boa "cupida" - hei de ler muito, mas muito, pra poder encontrar as devidas panelas...rsrsr

Obrigada pelo selinho, flor! Vc é mesmo um amor!

Bjs de domingo, cheios de carinho pra ti.

=)

***

Profeta,

Outro beijo pra você no tamanho do mundo!
=)

Luna Sanchez disse...

Danni,

Teu bom gosto e tua sensibilidade sempre te levam a fazer as escolhas certas, e o resultado é o charme e a beleza do blog, sempre encantador. ^^

* Trouxe mais um selo pra ti, florzinha :

http://coleccion-recuerdo.blogspot.com/2009/09/e-bom-saber-que-voce-esta-ai.html

** Quanto às menininhas da Primavera, respondi lá que devemos ser, da esquerda para a direita, a primeira e a 1ª e a 3ª, porque as outras são loirinhas. Rs

Bjo, bjo, bjo.

ℓυηα