Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

6.9.09

Sutilmente


E quando eu estiver
Triste
Simplesmente
Me abrace


E quando eu estiver
Louco
Subitamente
Se afaste


E quando eu estiver
Fogo
Suavemente
Se encaixe...


E quando eu estiver
Triste
Simplesmente
Me abrace


E quando eu estiver
Louco
Subitamente
Se afaste


E quando eu estiver
Bobo
Sutilmente
Disfarce...


Mas quando eu estiver
Morto
Suplico que não me mate não
Dentro de ti
Dentro de ti...


Mesmo que o mundo
Acabe enfim
Dentro de tudo
Que cabe em ti .



[Samuel Rosa]

^^

3 comentários:

Abstrata disse...

Nem sei o que dizer


deixo beijos

Luna Sanchez disse...

É maravilhosa essa composição, perfeita!

Me emociona, me arrepia, me traduz.

Simples assim.

Beijo, Dannizinha! ^^

ℓυηα

°•~ ∂ąnnι °•~ disse...

Abstrata, beijos pra ti também guria!

Luninha, é maravilhoso quando temos essa capacidade de encontrar a beleza da felicidade nas coisas simples da vida. Muito bom isso, né?
"Simples assim."

Bjs!

=)