Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

4.9.09


A primeira vez que entrei num poema não fechei a porta.
O poema apanhou tudo. Nunca mais pude sair.
.
[Vasco Gato]
^^

3 comentários:

Luna Sanchez disse...

Tomada pela beleza das palavras. Refém da própria sensibilidade...que bonito, né?

^^

Dannizinha, minha flor : coloquei um texto teu, com os devidos créditos, nesse link : http://coleccion-recuerdo.blogspot.com/2009/09/campanha-post-roubado.html

É a Campanha do Post Roubado, uma homenagem aos blogs que gostamos. Espero que não te importe.

Dois beijos de feriadão!

ℓυηα

°•~ ∂ąnnι °•~ disse...

Luninha,

é claro que não me importo!
Aqui, neste espaço vc tem e terá sempre carta branca.
Obrigada minha linda!

Bjs!

=)

Luna Sanchez disse...

Ah, que bom, Dannizinha! Fico feliz! ^^

Como trata-se de uma campanha, tu pode fazer o mesmo, postando textos de blogs que gosta, caso queira participar, tá bom?

Beijos mil e obrigada pelo carinho.

ℓυηα