Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

6.9.09


Coloquemos um lenço sobre o rosto. Não para o ocultar mas para que fique mais nítido o que vemos. Essa há-de ser a margem das nossas feições, a sua mais próxima brancura. A respiração nem o toca sequer. Outra brisa começava a atravessar o peito. Ela vem agora ao nosso encontro sem qualquer ruido, como se as mesmas folhas estivessem ausentes. Sabemos há muito que é assim. Depois o silêncio chega, porque foi sempre a ele que estas vozes pertenceram.

[Fernando Guimarães]
^^

2 comentários:

Maria disse...

Olá, passando por cá para lhe desejar um bom começo de semana, com muito sol e boa energia.
Ás vezes é bom um pouco de silêncio...

:)) Do ce carinho

M.M.G.

°•~ ∂ąnnι °•~ disse...

Maria, obrigada pela visitinha!

O silêncio é sim muito bom, principalmente, quando necessitamos ouvir a voz do nosso coração... o meu, em especial, as vezes, fala tão baixinho.... Mas eu ouço. Sempre!

Bjs!


=)