Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

23.9.09


Cada instante é um lugar perdido em que te entregas
à passagem do tempo. A juventude é um vício
que perdemos inevitavelmente. Dizes: é breve o amor,
efémera a vida.

Somos uma estância museológica,
algo anacrónico que aprende a perdurar por medo
de morrer. Toca-me, conjuga um verbo que conheças
no presente do indicativo, soletra-o na segunda pessoa
do singular ao meu ouvido, dá-me qualquer coisa
que me pareça eterno.

Basta-me que o teu olhar me encontre.

[José Rui Teixeira]

^^

3 comentários:

Franzé Oliveira disse...

O instante existe...
O tempo passa...
A vida segue sempre em frente...
Eternidade é a materia...
A vida é breve.

meus instantes e momentos disse...

passando para te desejar um ótimo dia.
Apareça(sempre)
beijos.
Maurizio

Luna Sanchez disse...

A ânsia do agora, né?

Já que o que foi, foi, e o que virá, por mais que a gente queira, não podemos ter controle, que o agora seja plenamente vivido.

Beijo,

ℓυηα