Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

7.8.09

F-a-t-a-L


Não fale de amor
Não diga bobagem
Não prometa o que não vai cumprir
.
Eu já sei de cor
Toda essa viagem
E sei que não é fácil decidir
.
Mas seja o que for
Tome cuidado
Aparentemente não faz mal
.
Brincar de amor
Mas é complicado
E qualquer erro pode ser fatal
.
Não fale demais
Não se desespere
Tudo tem a hora e o lugar
.
Não volte atrás
Agora, espere
Procure aprender como se faz...
.
.

[Composição: Paulo Ricardo]

^^

3 comentários:

Luna Sanchez disse...

É...nessa de "aparentemente" não faz mal, é que a gente dança. =\

Bom fds, Dannizinha.

ℓυηα

°•~ ∂ąnnι °•~ disse...

Nem me fale Luna,... nem me fale...

Bom final de semana pra vc também!

Bjs!

=)

Blue disse...

E é neste brincar de amor,
qua pode-se regar demais.
Mas espere,
tudo tem hora e lugar,
não é?
Então quem sabe,
darei água um dia,
ao meu jardim lindo jardim!!!

Beijos