Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

21.8.09


... que linhas do meu rosto
te é dado perceber, que sons da minha voz
podes de repente recordar?
Porque do dia em que foste
me esqueceu outro caminho: esse em que casas e luas
se amontoam, e as asas breves, para poder voar.

[Helena Carvalhão Buescu, Ardem as trevas e outros lugares]
^^

3 comentários:

Denise disse...

Há lembranças que se guardam tão fundo na mente e coração que nem sempre vêem a tona.
mas estão lá guardadas.

vc me é muito querida

°•~ ∂ąnnι °•~ disse...

Denise minha linda!!!

A recíproca é mais que verdadeira!

Obrigada!

Danni


=)

Luna Sanchez disse...

Quando lembro de pessoas que passaram pela minha vida, também me questiono sobre as lembranças que, possivelmente, tenham de mim.

Gostaria mesmo de saber o que ficou de mim na memória de algumas delas...

Beijo, Danni.

ℓυηα