Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

12.7.09


"Das tentativas de sono ficaram histórias a roubar-lhe a voz
memórias avulsas vincadas na pele

o sono é ainda uma cova na cama desfeita
e sem afastar a manhã dos olhos

falta-lhe a noite para contar as estrelas."

[eue]


^^

3 comentários:

Blue disse...

Em noites de insônia,
alguém a me acompanhar,
pois fico contando estrelas,
pra ver se o sono vai chegar!

Ruim é perder o sono,
por alguém que não quer amar!

Beijos

Franzé Oliveira disse...

O sono hoje é tão raro em minha vida.

Bjos com ternura.

Luna Sanchez disse...

Desvinculei o meu sonhar do sono. Ganho duas vezes. Rs.

ℓυηα