Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

30.6.09

Além de Mim


"Além de mim, quero apenas
essa tranquilidade de campos de flores
e este gesto impreciso
recompondo a infância.

Além de mim
– e entre mim e meu deserto –
quero apenas silêncio,
cúmplice absoluto do meu verso,
tecendo a teia do vestígio
com cuidado de aranha."


[Olga Savary]




^^

3 comentários:

Denise disse...

Suas imagens e o bom gosto na escolha das palavras que as acompanham é de encantar.

afagos de encantamento

Denise

Tetê disse...

Danninha,

além de mim...
eu mesma e minha tão desesperada busca pela paz
!

bjOO

Tetê disse...

Danninha!!!!!

mas que imagens lindas, lindas!!