Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

3.2.09

Vamos 'Psicologizar'?

"Poderiam perguntar-me se estou convencido, e até que ponto o estou, da legitimidade das ideias que desenvolvi. Responderia dizendo que nem eu mesmo me acho convencido, nem prego aos outros o dever de acreditá-lo; ou melhor, eu mesmo não sei até que ponto acredito nas opiniões que emiti."

[Sigmund Freud]


^^

2 comentários:

Srta. V disse...

Pra quem tava sem assuunto, vc tem caprichado.
Sorte!

Tecnenfermaginando disse...

se nem ele se compreendia, tá explicado.

obrigada pela lembrança, danni, precisa disso hj, particularmente, agora.

bju