Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

1.2.09

Nosso Tempo


Enquanto o tempo não for todo nosso, quero manter no pulso este mesmo relógio cuja pilha pede substituição. Enquanto o tempo não for só nosso, não quero ouvi-lo tiquetaquear.


^^

3 comentários:

Srta. V disse...

Nós temos desejos,vontades, soonhos,amores,amizade...
só não sabemos se temos tempo!
P.s. eu ainda tô tentando ainda cumprir aquele desafio

Tecnenfermaginando disse...

troque as pilhas, danni, e descubra que vc é quem faz o seu próprio tempo.

bjo!!!

°•~ ∂ąnnι °•~ disse...

Tô tentando Teresa, tô tentando...


Bjs!