Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

25.2.09

Loucura

Neste turbilhão de sentires e quereres
Onde a razão perde pontos e dá lugar ao desejo
Quebro as barreiras do preconceito
Dou vida às loucas imagens que me assolam o pensamento...Sem máscaras, sem teatros
Simplesmente devoção e querer
Entrego-me (in)conscientemente aos meus devaneios
Apenas para satisfazer este fogo que me atormenta..
Os meus braços contornam a tua imagem
Os meus lábios saciam esta minha sede de ti
O meu peito recebe-te entre suspiros e gemidos
O meu corpo pura e simplesmente reclama o teu
Se este meu querer é sinônimo de loucura
........................Louca Sou!


^^

Um comentário:

D. Felipe disse...

Respondendo lá e aqui por via das dúvidas: é alemão :)