Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

22.2.09

Gosto de...


Gosto dos abraços da minha irmã...
Gosto quando de ouvir as gracinhas do meu irmão ...
Gosto de acordar ao lado da pessoa que eu amo...
Gosto de tomar, sempre que posso, o café com a minha mãe...
Gosto de estar a aprender...
Gosto de crescer...
Gosto de viajar...
Gosto de uma boa piscina nesses dias quentes de verão...
Gosto especialmente de me sentir apoiada por aqueles que me estão próximos...
Gosto de sonhar...
Gosto de projetar...
Gosto do Vasco...
Gosto de Psicologia...
Gosto de Literatura...
Gosto de ouvir música bem alta
Gosto de lutar por aquilo que me faz sorrir...
Gosto de...

A lista é longa - qualquer dia retomo à partilha dos meus gostos.
^^

Um comentário:

Tecnenfermaginando disse...

e nós gostamos de passar aqui!

:)