Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

5.1.09

Se um dia...


Se soubessemos esperar a invisibilidade do corpo
com a paciência e elegância das flores,
talvez um dia nos tivesse bastado
.
um dia impossível
.
em que pudéssemos encontrar
um outro lugar, que não o mundo
- uma tela excessivamente nua.
.
Lembras-te como Oriente era a estação
mais florida de todo o ano?
.
Se ao menos não nos tivessemos tocado
- não duma forma tão incendiária
.
talvez ainda restassem palavras
onde pousar o silêncio dos lábios.
^^

Nenhum comentário: