Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

23.1.09

Posso?


Se eu pudesse dançar com todos os pontos do meu corpo e libertar a força que suporta o meu Ser...
Se eu pudesse largar tudo e soltar o meu corpo das amarras da boa educação, do certinho, do parece bem, do politicamente correto...
Se eu pudesse dar um beijo ao sol e aquecer a minha vida e a dos que me rodeiam com a chama da paixão e do amor...
Se eu pudesse...
Seria eu própria, seria mais feliz e faria mais feliz os que comigo se cruzam.
Posso?
^^

Nenhum comentário: