Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

2.1.09

Cheeeega!


"Estou farto desta merda!"

"Meus "amigos" são todos um bando de fura-olho."

"Quero sair desta vida mas não consigo..."
~
Estas são apenas três das frases que mais tenho ouvido nestes últimos tempos, neste mundo que não está a vista de todos. Depois de hoje, sinto-me um pouco melhor... melhor entendedora, melhor compreendedora, apenas um pouco melhor...
Depois de falar com aqueles que lhes deram vida, educação, amor, paixão, carinho, aqueles que lhes deram tudo; e ao dar tudo ficaram, sem nada.
Ficou apenas um espaço vazio onde antigamente, era o quarto de um filho, de um irmão, de um marido, de um pai... Aqueles que lhes deram a vida e aqueles que deles vieram dizem que apenas fica a ruptura...
Romperam com as mães, com os pais, com os irmãos...
Romperam com as esposas, com as namoradas, com os amigos...
Romperam com o emprego, com os colegas de trabalho...
Romperam com o mundo onde estavam e passaram pelo rasgão que lhe fizeram, para o mundo da droga!
Um mundo onde rompem com o seu corpo...
Rompem com a sua mente...
Rompem com a sua saúde...
Ao romperem com tudo o que os rodeia, apenas alguns dos que lhe deram vida ficam para os ajudar, e para se ajudar no meio de um mundo que destrói e rompe tudo a sua volta...
Um mundo que existe, mas que ninguém quer ver...
^^

Nenhum comentário: