Dizem que finjo ou minto tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo, o que me falha ou finda, é como que um terraço sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio do que não está ao pé, livre do meu enleio, sério do que não é. Sentir, sinta quem lê! [Fernando Pessoa, in "Cancioneiro]

7.11.08

Fábula: A BORBOLETA E O CAVALO

Era uma vez, uma lagarta que sonhava em virar uma linda borboleta, para poder voar e explorar novos lugares. A lagarta tinha uma imensa amizade por um cavalo. Entretanto, este, não reconhecia o valor desta amizade pois a lagarta nada tinha a oferecer a não ser àquilo que ela sentia por ele (sua amizade). Por ser uma lagarta, não podia se locomover conforme o cavalo. E o cavalo só dava valor naquilo em que ele pode tirar vantagens. No interior da lagarta, havia uma imensa vontade de conhecer novos amigos, novos lugares e crescer como criatura. Mas nunca pensara em abandonar o seu velho companheiro. Quando soube das intenções da lagarta o cavalo disparou frente à comunidade, em que ele freqüentava ativamente e tratou de queimar o filme da lagarta.
- Olha, vocês conhecerão em breve, uma lagarta que está doida pra se aproximar de vocês. Ela vira quando se transformar em uma borboleta.
Cuidado com ela, ela não presta, passa por cima de todos, e adora maltratar seus semelhantes.....
Depois disso o cavalo sumiu. E nunca mais apareceu pra conversar com a lagarta.
O tempo passou, e de repente, num belo dia o casulo em que estava algum tempo se rompeu... Finalmente, a lagarta passou por uma metamorfose e virarou uma linda borboleta!
Estava louca pra saber noticias do seu amiguinho e lhe mostrar aquela novidade!
Não perdeu tempo, começou a voar pelos campos floridos, e resolveu se apresentar para a vizinhança. Entretanto, foi recebido com hostilidade por todos naquele local, e ficou muito triste. Afinal, o que será que está havendo com todos? E se perguntou: - O que foi que eu fiz? Porque estão me tratando assim?
Contudo, foi em busca de seu “verdadeiro amigo” e descobriu que ele teria sofrido um terrível acidente e estava com as 4 patas quebradas. Ficou arrasada!
As pessoas então, observaram sua reação e viram que a borboleta não era nada daquilo que o cavalo havia dito. Muito pelo contrário tinha um a grande coração. Perceberam também que o cavalo havia inventado tudo para atrapalhar a aproximação da borboleta naquele grupo.

Moral da história: Não se preocupe com aquilo que as pessoas inventam de vc, seja por inveja, despeito, ignorância ou egoísmo de não agüentar assistir à subida de alguém por sua competência. Sê sincera e íntegra. Sê autêntica! Pois ninguém consegue se esconder por detrás de uma máscara por muito tempo. Entrega pra Deus!
Pois a mão de Deus é pesada!
O castigo do cavalo foi ter caído de 4. E amargado a solidão
Toda comunidade passou a ter pena dele! Pois enxergou o quanto ele era pequeno, baixo e mesquinho.... pobre de espírito!
Já a borboleta.... enxergou de cima o que o poder de DEUS! Pois sempre confiou Nele e sempre soube que Deus não abandona os justos e limpos de coração.Voando sempre alto, conheceu novos amigos e finalmente passou a ser valorizada por aquilo que ela é! Conheceu o valor de uma amizade SINCERA!
^^

Nenhum comentário: